skip to main content

Comparação da concentração máxima plasmática da mistura com excesso enantiomérico de 50% (S75/R25) de bupivacaína a 0,5% com epinefrina 1: 200.000 entre os acessos parassacral e infraglúteo do bloqueio do nervo isquiático

Helayel, Pablo Escovedo ; Bussman, André Roberto ; Conceição, Diogo Brüggemann da ; Oliveira Filho, Getúlio Rodrigues de

Revista brasileira de anestesiologia, 2008-08, Vol.58 (4), p.323-329 [Peer Reviewed Journal]

Full text available

Citations Cited by
  • Title:
    Comparação da concentração máxima plasmática da mistura com excesso enantiomérico de 50% (S75/R25) de bupivacaína a 0,5% com epinefrina 1: 200.000 entre os acessos parassacral e infraglúteo do bloqueio do nervo isquiático
  • Author: Helayel, Pablo Escovedo ; Bussman, André Roberto ; Conceição, Diogo Brüggemann da ; Oliveira Filho, Getúlio Rodrigues de
  • Subjects: ANESTHESIOLOGY ; ANESTESIA, Regional ; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional ; ANESTÉSICOS, local
  • Is Part Of: Revista brasileira de anestesiologia, 2008-08, Vol.58 (4), p.323-329
  • Description: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Anestésicos locais (AL) são fármacos seguros se administrados em dose e localização corretas. A velocidade de absorção do anestésico local depende de sua massa e vascularização do local de injeção. O objetivo deste estudo foi analisar a concentração sérica da mistura com excesso enantiomérico de 50% (S75/R25) de bupivacaína 0,5% com epinefrina 1:200.000, utilizada para bloqueio do nervo isquiático (BNI) nas vias parassacral (PS) e infraglútea (IG). MÉTODO: Vinte e oito pacientes agendados para operações no tornozelo e pé foram, aleatoriamente, distribuídos em dois grupos de maneira prospectiva. No Grupo 1, foi realizado BNI com neuroestimulação por via IG, enquanto no Grupo 2 foi utilizada a via PS. Nos dois grupos foram injetados 30 mL de bupivacaína (S75/R25) a 0,5% com adrenalina 1:200.000. Foram coletadas amostras de 5 mL de sangue arterial com 0, 15, 30, 60 e 90 minutos após injeção do AL. A análise da concentração sérica foi realizada pela cromatografia líquida de alto desempenho. Dados demográficos foram comparados, entre grupos, pelo teste t de Student para amostras independentes e pelo teste Exato de Fisher. Dados referentes às concentrações plasmáticas foram submetidos à Análise de Variância bifatorial para amostras repetidas. RESULTADOS: Os Grupos 1 e 2 não apresentaram diferenças demográficas significativas. A concentração máxima (Cmáx.) do Grupo 1 (308 ± 91 ng.mL-1) foi obtida nas amostras 5 (90 minutos), enquanto no Grupo 2 (425 ± 280 ng.mL-1) esta ocorreu nas amostras 2 (15 minutos). Nenhum paciente apresentou toxicidade sistêmica. CONCLUSÕES: A Cmáx. da bupivacaína (S75/R25) a 0,5% com adrenalina 1:200.000 no acesso parassacral foi superior, quando comparado com o acesso infraglúteo do BNI.
  • Publisher: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
  • Language: English
    Portuguese
  • Identifier: ISSN: 0034-7094
    ISSN: 1806-907X
    EISSN: 1806-907X
    DOI: 10.1590/S0034-70942008000400001
  • Source: SciELO
    Directory of Open Access Journals

Searching Remote Databases, Please Wait